Estudante de RO é morta após sair de cursinho em Goiânia

23/02/2016 às 09h02

A estudante Nathália Araújo Zucatelli, de 18 anos, foi morta a tiros na noite de segunda-feira (22) após sair de um cursinho pré-vestibular no Setor Marista, em Goiânia. A Polícia Civil informou que o crime ocorreu durante um assalto.

De acordo com uma colega da estudante, que não quis se identificar, a vítima morava em Rondônia, mas se mudou para Goiás há três semanas para estudar. Nathália sonhava em ser médica.

A jovem fazia cursinho pré-vestibular no Colégio Protágoras. A amiga conta que ela era estudiosa. "Não era uma menina de sair. De segunda a sexta-feira sempre estudando. Às vezes, sábado e domingo, eu chamava ela para ir lá para casa para almoçar ou para assistir a um filme comigo ou alguma coisa do tipo", relata.

O diretor do colégio, Marcos Antônio de Souza Araújo, informou que a aula de Nathália terminou às 17h40 de segunda-feira. No entanto, ela continuou na biblioteca da escola para estudar, de onde saiu por volta das 21h30. O crime aconteceu uma quadra depois do colégio.

 

Um idosa, que prefere não ser identificada, conta que viu quando a jovem foi abordada por duas pessoas em uma motocicleta. "Quando eu olhei, ela vinha baleada já. Ela veio andando baleada e caiu. Aí eu cheguei na hora. Era um casal numa moto preta e eles passaram por mim", relata a testemunha.

Os policiais informaram que os criminosos levaram um celular da vítima. Por isso, o crime se configura como latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte. A investigação deve ser conduzida pela Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic).

 

A direção do Protágoras comunicou o crime aos familiares de Nathália, que não moram na capital goiana. "O colégio está dando apoio à família e às investigações da Polícia Civil. Esperamos que o caso seja elucidado o mais breve possível", declarou o diretor.

O corpo da estudante segue no Instituto Médico Legal no início da manhã desta terça-feira (23), à espera de liberação por familiares.

A morte de Nathália comoveu amigos e familiares. Nas redes sociais, eles postaram inúmeras homenagens para a jovem e lamentaram o crime.