Homem compra carro com dinheiro furtado de igreja

9/03/2016 às 04h03

Um jovem de 19 anos é suspeito de ter furtado cerca de R$ 100 mil de uma igreja evangélica de Vilhena (RO), a 700 quilômetros de Porto Velho. De acordo com a Polícia Militar (PM), o rapaz era membro do local e desde setembro do ano passado furtava o dinheiro arrecadado nas ofertas para fazer compras de bens caros, como carro, notebook, máquinas profissionais e relógios. 

Segundo a PM, o furto foi descoberto na segunda-feira (7) após o suspeito ficar nervoso ao ver uma viatura. Os policiais militares da cidade decidiram abordar o rapaz no cruzamento da Rua 26 com a BR-174. Na ocasião ele dirigia um carro e estava acompanhado de uma adolescente.

No interior do veículo, os policiais militares acharam uma sacola com envelopes e dinheiro. Ao ser questionado sobre a origem do mesmo, o suspeito contou que era membro de uma igreja evangélica e tinha acesso às chaves do templo. Ele informou que estaria levando os dízimos para uma pessoa no hospital de Vilhena.

Os militares questionaram se os pastores da igreja estavam cientes do caso, mas o rapaz não confirmou. A passageira do veículo disse que também frequentava a igreja, mas afirmou que não sabia sobre o dinheiro.

Diante da situação, os agentes entraram em contato com um pastor da igreja. Ele foi até ao templo e relatou sobre furtos que estavam acontecendo na igreja desde setembro de 2015. Segundo o religioso, o desfalque estava chegando aos R$ 100 mil.

Na frente do pastor, o suspeito confessou que estaria praticando os furtos contínuos na igreja. Ele revelou que em todas as segundas-feiras chegava ao templo antes das orações, que começam às 5h30, para pegar o dinheiro.

Conforme relato do próprio suspeito, as orações acontecem de segunda a sexta-feira, mas ele chegava mais cedo nas segundas por causa das ofertas arrecadadas durante o domingo. Como tinha as chaves para abrir a igreja, ele esvaziava os gasofilácios - caixa onde ficam as ofertas dos fiéis - antes que algum membro chegasse.

O suspeito admitiu que usou o dinheiro furtado para comprar vários bens, inclusive o veículo que estava dirigindo ao ser abordado pela PM. No apartamento onde morava e dentro do veículo do rapaz, a polícia encontrou vários objetos, como máquinas fotográficas, notebook e relógio.

Nos envelopes, que estava no carro, havia quase R$ 6 mil e mais R$ 1 mil na carteira do rapaz. O dinheiro e os produtos foram apreendidos. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O rapaz foi preso em flagrante pelo crime de furto qualificado, por ter agido com abuso de confiança. Ele foi encaminhado à Casa de Detenção de Vilhena.