Presidiário aproveita saída do dia das mães para matar ex

14/05/2016 às 09h05

Uma jovem de 24 anos morreu ao ser baleada na cabeça pelo ex-namorado, após uma possível discussão, durante a tarde, em um um mirante abandonado do Rio Madeira, em Porto Velho. Segundo a Polícia Militar (PM), o principal suspeito do crime é o ex da vítima, que é apenado do regime semiaberto e estaria solto por ter sido beneficiado para a saída temporária do Dia das Mães.

Segundo a PM, o crime aconteceu durante a tarde, quando foi feita uma denúncia de disparo de arma de fogo no antigo Mirante III, na rua Herbert Azevedo, Bairro Arigolândia. Ao chegar no local, os policiais encontraram a jovem caída ao chão, com um tiro na cabeça.

Próximo ao corpo da vítima a polícia diz ter encontrado uma porção de maconha e a bolsa com dinheiro e objetos pessoais da jovem.

A jovem ainda foi socorrida com vida ao hospital de pronto socorro João Paulo II, mas não resistiu ao ferimento. À polícia, a mãe dela disse que a filha saiu de casa alegando que iria comprar remédio. A mulher relatou ainda que a jovem vinha sofrendo ameaças por parte do ex-namorado que, segundo policiais militares, ela acreditava estar preso.

Moradores próximos de onde aconteceu o crime disseram ter ouvido gritos de socorro, seguidos de tiros. Logo depois, o homem  saiu do local em uma motocicleta preta.

A polícia diz que entrou em contato com a avó do suspeito e a idosa confirmou que o neto havia saído da Colônia Agrícola Penal para a saída temporária do Dia das Mães. Ela teria informado ainda que o neto havia emprestado a moto do filho dela e que não havia retornado para casa ainda. O caso foi registrado na 1ª DP.